segunda-feira, 13 de abril de 2020

Record alega queda de receita e pede moratória na Justiça


A TV Record está pedindo uma moratória de 90 dias em suas dívidas trabalhistas na Justiça de São Paulo. A emissora entrou na 1ª Vara do Trabalho da Capital com pedido de suspensão do pagamento de dívidas judiciais trabalhistas sem juros ou multas. O motivo alegado pelo escritório contratado pela Record é a perda de anunciantes e suspensão de contratos de publicidade na emissora, causada pela pandemia de coronavírus. 

A Record confirmou o pedido de moratória e diz estar de acordo com a lei (veja mais abaixo). Segundo texto da petição de defesa da Record, grandes anunciantes como Bradesco, Toyota, Banco do Brasil, Ambev (a lista a qual a coluna teve acesso tem 249 anunciantes) já cancelaram inserções comerciais ou suspenderam a veiculação de propagandas.

 Outros anunciantes, diz o advogado, estão renegociando redução dos contratos. Isso levou a rede de TV a enfrentar "severas dificuldades econômicas" (texto da petição). Uma das dívidas da Record, por exemplo, é com uma ex-funcionária que anos atrás ganhou um processo de cerca de R$ 2,5 milhões. Ainda faltam seis parcelas em torno de R$ 100 mil cada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário