quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Motorista de aplicativo finge ser namorado de passageira para salvá-la de caso de assédio

A história do motorista por aplicativo Brandon Gale viralizou nas redes sociais, após ele compartilhar que fingiu ser o namorado de uma passageira - mesmo sendo casado - para salvá-la de uma situação de assédio.

O americano relatou o caso por meio de uma publicação no Facebook, que angariou milhares de comentários positivos sobre sua atitude, e de repúdio ao comportamento do assediador, que insistia em ficar com a mulher.

Medina contou que cerca de 30 segundos após receber a chamada pelo aplicativo Uber, a passageira lhe enviou uma mensagem com um pedido inesperado: "Quando você chegar aqui, você pode fingir ser meu namorado?".

Confuso, o motorista perguntou o motivo, e a mulher apenas reforçou a urgência da situação: "Eu só preciso que você aja como se me conhecesse, e que você não é o meu motorista do Uber".

Antes de se aproximar do local onde a mulher o aguardava, Brandon descaracterizou o carro, tirando os adesivos, além de também retirar a aliança de casamento.

Ao chegar, o americano contou que viu um homem e uma mulher conversando. Em seguida, a passageira olhou em sua direção e exclamou: "Oi, querido! Estou indo!".

No post, Brandon relatou que "entrou" no personagem, gritando de volta: "Ótimo, porque eu estou morrendo de fome!".  Quando a mulher entrou no veículo, explicou toda a história, e contou que saiu com um grupo de amigos, entre os quais havia um homem "muito insistente" para ficar com ela e que "não aceitaria um 'não' como resposta". Ela também o descreveu como "agressivo".

No fim do texto, o motorista deixa um conselho para os homens: "Isso nunca deveria ter acontecido. Homens, aprendam a aceitar a palavra 'não' como resposta. Aprendam a assumir responsabilidade por suas ações". Ele também mandou um recado para as mulheres: "se vocês tiverem o aplicativo Uber ou Lyft e precisarem de uma estratégia de saída, use o sistema de mensagens dentro do aplicativo. Vocês podem fazer pedidos especiais que, podem, possivelmente, salvar sua vida".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog